(BE) COMING MARVÃO

Exposição de Arte Contemporânea Experimental

Até Outubro 2021

 

(Be)coming Marvão é uma exposição que resulta da parceria entre a Cultivamos Cultura e a Academia de Marvão. É um momento marcante para o início desta relação que se pretende tornar mais íntima nos próximos anos, dando origem a diferentes encontros e partilhas.

 

Neste sentido, apresentamos uma série de obras de diferentes artistas que nos fazem parar e recordar o processo contínuo de transformação, de nos tornarmos em algo.

 

A transformação é uma mudança extrema e radical.

 

A inevitabilidade da mudança é-nos constantemente relembrada ao longo das nossas vidas, uma consciência que contruímos e adquirimos. Podemos nem sempre nos apercebermos dela, e costumamos gastar tanta energia a evitar esta “lei da natureza” que nos esquecemos de que ela existe, e em vez dela procuramos estabilidade.

 

(Be)coming Marvão é uma exposição sobre mudança, sobre a impossibilidade de não mudar, sobre a impermanência perpétua e o processo de nos tornamos em algo.

 

À medida que tomamos consciência da necessidade de mudança que existe no nosso mundo, no nosso planeta, nas nossas vidas, tornar-se necessário lembrar que a vida é um processo dinâmico. Que a vida é um processo consistente de transformação e adaptação, de se tornar.

 

A arte, mais do que qualquer outra expressão humana, é um reflexo profundo deste aspeto da vida e, por isso, a melhor maneira de lembrar o processo de ser algo diferente, algo mais, algo menor ou maior, mesmo quando nos tornamos nós mesmos.

 

Obras / Artworks:

Ares de casa de Diana Mordido Aires
Art Making with Memory Matters: Boxes, Shadows and Definitions de Maria Manuela Lopes
Black Gold de Mark Lipton, Hege Tapio e Marta de Menezes
Dreaming of a Butterfly de António Caramelo
Kami, the embodiment of vegetal thoughts de Alan Tod
Ovum de Suzanne Anker
Parceria de Miguel Palma
Sem Título de Carla Rebelo
Solidão V de Paulo Bernardino Bastos